23/07/2018

Diferença entre comandos DDL, DML, DCL e TCL

DDL – Data Definition Language ( DDL) são usadas para definir a estrutura de banco de dados ou esquema. Alguns exemplos:

CREATE- para criar objetos no banco de dados
ALTER – altera a estrutura da base de dados
TRUNCATE – remover todos os registros de uma tabela, incluindo todos os espaços alocados para os registros são removidos
COMMENT – adicionar comentários ao dicionário de dados
RENAME – para renomear um objeto

DML – Data Manipulation Language ( DML) são utilizados para o gerenciamento de dados dentro de objetos do banco. Alguns exemplos:

SELECT- recuperar dados do banco de dados
INSERT – inserir dados em uma tabela
UPDATE – atualiza os dados existentes em uma tabela
DELETE – exclui registros de uma tabela,
CALL – chamar um subprograma PL / SQL
EXPLAIN PLAN – explicar o caminho de acesso aos dados
LOCK TABLE – controle de concorrência

DCL – Data Control Language ( DCL ) declarações. Alguns exemplos:

GRANT – atribui privilégios de acesso do usuário a objetos do banco de dados
REVOKE – remove os privilégios de acesso aos objetos obtidos com o comando GRANT

TCL – Transaction Control Language – (Controle de Transações) são usados ​​para gerenciar as mudanças feitas por instruções DML . Ele permite que as declarações a serem agrupadas em transações lógicas .

COMMIT – salvar o trabalho feito
SAVEPOINT – identificar um ponto em uma transação para que mais tarde você pode efetuar um ROLLBACK
ROLLBACK – restaurar banco de dados ao original desde o último COMMIT

Nenhum comentário:

Post de destaque

7 coisas erradas ao tentar implementar Scrum nas empresas

As metodologias ágeis para desenvolvimento de software vem ganhando força e são usadas em empresas de todos os portes no Brasil e no mundo....