01/12/2008

Chrome - novas notícias rondando a internet.

O navegador Google Chrome passará a suportar extensões (add-ons), como o Mozilla Firefox. Ainda não há data, no entanto, para que o programa incorpore a funcionalidade

A mozilla teme que medida cause uma migração em massa de usuários do Firefox, usado por 20,78% das pessoas na web, para o Chrome, que ainda tem 0,83% de adeptos.

A criação de add-ons viria para atender os seguintes objetivos: acrescentar funcionalidades com apelo limitado ou específico; satisfazer usuários de outros navegadores que usam extensões indispensáveis para o seu dia-a-dia; e agregar parceiros que gostariam de adicionar funções ao Chrome.

Por enquanto, o desenvolvimento do navegador do Google segue a passos lentos. Na semana passada, o programa ganhou um gerenciador de favoritos – uma função básica em todos os browsers há mais de dez anos.

Um comentário:

Unknown disse...

Estou usando o chrome desde o lançamento, e confesso que a única coisa que me desagradava era a falta de gerenciador de favoritos (era absurdo até). Nem senti muita falta dos aplicativos do mozila (bom, alguns). Essa notícia só me deixa feliz.

Post de destaque

Mapear Onedrive como uma unidade de rede no Windows

Uma das maiores vantagens da utilização da nuvem do OneDrive é o recurso chamado placeholders (espaços reservados). Esta funcionalidade perm...