03/12/2015

Um pouco de história: Computadores, rede e Internet - Parte 1

A internet revolucionou o funcionamento tradicional das sociedades modernas como o fizeram, a seu tempo, a imprensa, a máquina a vapor, a eletricidade ou a telegrafia sem fio (rádio). Hoje parece normal fazer cursos on-line, preencher formulários administrativos a distância ou expressar opiniões em fóruns de discussão. A previsão é que o Brasil se torne o quarto país mais conectado do mundo, ultrapassando o Japão. No entanto, poucos conhecem sua história e as razões de sua criação.

Um pouco mais de números: A fotografia da internet no Brasil e no mundo

O Brasil deve ultrapassar o Japão e se tornar o 4º país com o maior número de usuários de internet, com 107,7 milhões. Os dados são da consultoria eMarketer e referem-se a pesquisa realizada com base em estimativas e indicadores econômicos, tecnológicos e demográficos de 41 países.


A posição brasileira no ranking deve se manter até pelo menos 2018, quando o número de usuários deve ser de quase 126 milhões. Em quinto lugar deve ficar a Indonésia, com 123 milhões.

No passado, indicadores já apontavam o potencial brasileiro: o número de casas com computador no país passou de 25% em 2008 para 49% em 2013, de acordo com o Centro Regional de Estudos para o Desenvolvimento da Sociedade da Informação. Mas ainda há muito a ser feito: existem 24,2 milhões de lares com renda de até 2 salários mínimos e 7,5 milhões em áreas rurais sem conexão à internet.

Em 2015 o mundo deve atingir a marca de 3 bilhões de usuários da web, o que equivale a 42,4% da população mundial. Segundo estimativas, até 2018 quase 50% das pessoas utilizarão a rede ao menos uma vez por mês. Esse crescimento pode ser explicado pelo barateamento de dispositivos móveis e conexões de banda larga.

O campeão no número de internautas continua sendo a China, com 643,6 milhões de usuários, seguida pelos 252,9 milhões dos Estados Unidos e 215 milhões da Índia.

Segundo a Associação Brasileira de Tecnologia Educacional, o brasileiro é recordista no tempo de navegação, chegando a passar 18 horas e 42 minutos conectado por mês.

Nenhum comentário: