18/11/2011

Golpes no Natal devem focar celulares e apps

Com a proximidade do natal cresce também o número de golpes virtuais contra os usuários, porém neste ano o foco deverá ser em smartphones e aplicativos.

Segundo a empresa McAfee, o cibercrime cresce no período do natal devido ao maior acesso dos usuários à internet, especialmente para compras em lojas online.

A empresa destacou os tipos de ameaças que serão bastante utilizadas por cibercriminosos durante este período, especialmente para usuários de dispositivos móveis.

De acordo com a McAfee, malware para dispositivos Android representa 76% das ameaças, sendo a principal delas a dirigida a códigos QR, que estariam sendo modificados para infectar os aparelhos.

Aplicativos móveis, geralmente gratuitos e para entretenimento, também estão sendo criados com códigos maliciosos para infectarem o aparelho e roubar os dados do usuário ou mesmo para enviar mensagens de texto sem a autorização do usuário.

Segundo a empresa, somente no ano passado, 4,6 milhões de usuários de dispositivos Android instalaram um aplicativo suspeito de papel de parede que coletava e transmitia dados dos usuários a um site na China.

Outro serviço que será bastante visado é o de compras coletivas, onde atualmente 63% dos compradores procuram por cupons ou ofertas quando compram algo pela internet.

Os golpes mais utilizados neste período criarão cupons online em formato de phishing (com roubo de dados sensíveis) e anúncios falsos com produtos muito procurados pelos consumidores.

Usuários de Mac, que até pouco se sentiam seguros, também serão alvos de cibercrimes. Com o crescimento da popularidade de produtos Apple, novos malware dirigidos para essa plataforma tendem a surgir. De acordo com a McAfee, no final de 2010, havia cinco mil malware voltados para Macs, e esse número aumenta 10% a cada mês desde então.

Além das plataformas móveis e e-commerce, uma simples navegação pela web não ficaria livre dos golpes e roubo de dados. Nessa época é comum o aumento de promoções e concursos falsos em redes sociais, protetores de tela com tema natalino (toques de celular e cartões natalinos também caracterizam esse tipo de golpe), ataques phishing (normalmente utilizado contra usuários de internet banking) que roubam informações sensíveis, software antivírus falso (scareware) e e-mails falsos de reserva de hotéis.

Para evitar cair nesses tipos de golpes, a McAfee alerta o usuário para sempre baixar aplicativos a partir de sua loja ou site oficial, se atentar com o conteúdo de e-mails e ofertas em redes sociais, evitar acessar um site a partir de uma mensagem spam, verificar se o site acessado possui certificado de segurança (geralmente um símbolo de cadeado na barra de endereços), utilize conexões seguras para compras online e não redes compartilhadas, mantenha sempre os programas atualizados e utilize um software antivírus para navegar.

Fonte: Info Abril.

Nenhum comentário: