04/04/2011

Um pouco de história: Microsoft chega aos 36 anos

Num dia 4 de abril, só que em 1975, nascia a Microsoft. São 36 anos de existência da companhia fundada por Bill Gates e Paul Allen, na época amigos.

Era janeiro daquele ano e os então colegas de infância estavam excitados com um artigo que falava do microcomputador MITS Altair 8800. Queriam criar um interpretador de BASIC para o dispositivo. E foi Allen quem conseguiu vender a ideia ao pessoal da Micro Instrumentation and Telemetry Systems.

Paul então mudou-se para Albuquerque, Novo Mexico, em janeiro de 1975 para se tornar diretor de software da MITS. Gates largou o curso de Harvard e se juntou ao amigo. Allen, 22 anos e Gates, 19, seguiram com Altair Basic até março daquele anos. No mês seguinte, selaram a parceria pelo projeto "Micro-soft". A nova empresa também criou versões do Basic para o campeão de vendas na época, o Apple II e o Radio Shack’s TRS-80.

Já com o nome “Microsoft”, a empresa mudou-se, em 1979, de Albuquerque para Bellevue, em Washington.

Em 1980 a IBM planejava lançar seu computador pessoal com o sistema CP/M, o IBM PC, mas as negociações com a Digital Research falharam. Foi então que a Big Blue resolveu procurar a Microsoft para desenvolver o sistema operacional.

Após fechar contrato de licenciamento do DOS para a IBM, Bill Gates e seu parceiro, o programador Paul Allen, foram atrás da nanica Seatlle Computer e da sua joia, o QDOS. Adquiriram o sistema por irrisórios US$ 50 mil.

A Microsoft então o adaptou e criou o PC-DOS. O contrato com a IBM previa um royalty, entre 10 e 50 dólares por máquina vendida, mais um pequeno pagamento inicial. Só que o sistema continuava sobre propriedade da Microsoft, que podia distribuir versões modificadas (MS-DOS). Baita negócio para Bill Gates.

Já considerada uma empresa extremamente promissora, a Microsoft mudou-se novamente, em 1986. Foi para Redmond, em Washington, mesmo, onde está até hoje.

Ainda na década de 80, a Microsoft criou o Windows 1.0, em 1985 para enfrentar o Mac OS (na época chamado de System 1.0). Mas foram os seus sucessores, da década de 1990, que fizeram sucesso.

A Microsoft, que usufruía de enorme expansão no mercado de PCs, criou duas linhas de sistemas operacionais: uma derivada do Windows 1.0 e do DOS e outra de sistemas operacionais totalmente gráficos e orientados a servidores.

O Windows XP, chegou em 2001, unificando as linhas e seu sucessor, o Windows Vista, modificou completamente a interface gráfica. Só que o Windows Vista não agradou e, em outubro de 2009, a Microsoft lançou o Windows 7 - que agradou a indústria e, também, os usuários do sistema operacional.

Nenhum comentário: