12/01/2011

Microsoft e Apple brigam pelo termo ´App Store´

A Microsoft decidiu entrar na Justiça para ter o direito de explorar o nome "App Store" para suas lojas de aplicativos.

O termo está registrado como propriedade da Apple, mas a Microsoft argumenta que trata-se de um nome genérico, que não deve ser exclusividade de nenhuma empresa.

A fabricante do Windows apresentou, hoje, uma moção contrária aos interesses da Apple junto ao US Patent and Trademark Office, entidade que regulamenta direitos autorais nos Estados Unidos.

Tão logo abriu sua loja de aplicativos em 2008, a Apple registrou o termo App Store como marca própria. No mesmo ano, a companhia lançou o iPhone 3G.

Na contestação da Microsoft, porém, a empresa alega que o termo é constituído por duas palavras comuns já sedimentadas no vocabulário geral.

Para fundamentar o seu pedido, a Microsoft faz referência a uma fala de Steve Jobs, durante anúncio dos últimos resultados da Maçã, quando, ao se referir a outras lojas de aplicativos móveis, Jobs as chama de app stores.

Para a Microsoft, não é legítimo privar competidores de usar as palavras "app" e "store" para identificar suas lojas e serviços oferecidos.

Faz muito sentido!

Nenhum comentário: