22/12/2008

SEO e Adwords

Olá a todos!

Primeiramente gostaria de pedir desculpa pelo meu desaparecimento nos últimos meses do blog, fiquem tranqüilos que não fui seqüestrado por nenhum cliente raivoso com a mídiaplan do ano que não deu certo ou coisa parecida, é que fim de ano complica e muito para nós "vassalos" de marketing.

Bom, desculpas pedidas e acredito que aceitas, vamos lá. No último post comecei a falar sobre o Google Adwords e ferramentas SEO como aplicações de marketing e publicidade na rede. Agora vou dar mais um "pitaco" no coisa.

SEO. Essa é a nova meca para programadores e marketeiros de plantão na internet. O SEO serve para oferecer ao Google e outras ferramentas de busca, meios de indexar, ou seja, achar o seu site. É como dizem atualmente no mercado, "Se o Google não lhe vê, você não existe." Parece exagero mas é justamente isso. Hoje é mais fácil uma pessoa digitar o nome da sua empresa no Google e ver o que aparece, do que guardar o nome http e depois digitá-lo no browser.

Portanto quando você for procurar alguma empresa (ou se ainda teima em ser diferente, o sobrinho que "manja de site") veja como eles trabalham os serviços de indexação e busca natural em sites e ferramentas de busca para evitar problemas do tipo "Eu montei seu site. Não me disseram que ele tinha que aparecer no Google. Isso não é comigo." Empresas de TI ou as chamadas “Fábricas de Sites” que não fazem ou dão a mínima para este conceito, não irão sobreviver e pode ter certeza nem o seu site na web de hoje. Claro que para que o SEO funcione corretamente, existem outros fatores que não estão diretamente ligados a programação (links externos, tempo de criação do site, entre outros), mas isso são fatores que podem ser previstos e contornados.

Adwords. Ou a nova pérola da "internet publicitária". Já venho trabalhando com o Adwords há algum tempo e devo dizer que não existe hoje ferramenta com um índice de retorno tão alto como ele. Normalmente em publicidade trabalhamos com um índice de retorno que varia entre 15% e 30% (para um retorno positivo da campanha) e normalmente tenho obtido um retorno acima dos 150% com o Adwords. Mas nem tudo são flores. Que o Adwords funciona, não há duvidas, mas deve-se levar em consideração o objetivo da campanha que será realizada no serviço de publicidade paga do Google.

Tenho percebido que campanhas de curta duração ou promocionais têm funcionado melhor do que as chamadas campanhas institucionais. Isto porque como o Adwords trabalha com o sistema de leilão de palavras chaves (que teve uma série de alterações para que os veículos tradicionais ainda continuem atrativos, mas isso é coisa para outro post), campanhas de divulgação ou propagação de marca obtém um número menor de retorno do que aquelas que visam a venda rápida ou direcionada (como por exemplo um pacote de estadia de um hotel durante um feriado).

Mas independente disso, o que importa para que uma campanha seja um sucesso (ou como costumamos dizer um case de sucesso) é a união e interdependência das ferramentas. Unir sites (veículos) que tenham grande penetração no publico alvo da campanha, somado ao Adwords, utilizando também de outros produtos direcionados dos sites (emailmkt, newsletter, etc), fazem as chances de a campanha obter muito mais que os tradicionais 15% de ROI é muito maior.

Nunca que publicidade será fácil, trabalhar com uma marca e divulgá-la é um trabalho muito mais complexo que muitas pessoas acreditam, e ter cabeça aberta para novas ferramentas e formatos é o ideal. Pense nisso da próxima vez que conversar com o atendimento da sua agencia ou pedir para o pessoal de TI atualizar o seu site, o segredo do seu sucesso pode estar em apenas dizer onde e como seu site pode ser encontrado, ou então dê um imã eletrônico para o seu cliente achá-lo dentro do palheiro que é a internet hoje.

Nenhum comentário: