01/12/2008

Chrome - novas notícias rondando a internet.

O navegador Google Chrome passará a suportar extensões (add-ons), como o Mozilla Firefox. Ainda não há data, no entanto, para que o programa incorpore a funcionalidade

A mozilla teme que medida cause uma migração em massa de usuários do Firefox, usado por 20,78% das pessoas na web, para o Chrome, que ainda tem 0,83% de adeptos.

A criação de add-ons viria para atender os seguintes objetivos: acrescentar funcionalidades com apelo limitado ou específico; satisfazer usuários de outros navegadores que usam extensões indispensáveis para o seu dia-a-dia; e agregar parceiros que gostariam de adicionar funções ao Chrome.

Por enquanto, o desenvolvimento do navegador do Google segue a passos lentos. Na semana passada, o programa ganhou um gerenciador de favoritos – uma função básica em todos os browsers há mais de dez anos.

Um comentário:

Thor disse...

Estou usando o chrome desde o lançamento, e confesso que a única coisa que me desagradava era a falta de gerenciador de favoritos (era absurdo até). Nem senti muita falta dos aplicativos do mozila (bom, alguns). Essa notícia só me deixa feliz.