24/10/2008

Adwords

Seguindo o pedido que foi comentado no post "Cliente pede a gente faz" hoje vou falar sobre o Adwords e a revolução que causou na publicidade online.

O Adwors do Google surgiu da necessidade de um site de busca em ser lucrativo para aqueles que investem no sistema (que custa dinheiro e muito) que armazena os dados para que a sua busca funcione.

Não que os outros sistemas de busca (Yahoo, Live Search) não rendessem lucros, mas o que diferencia o Google desses outros é que ele não tem os tradicionais banners, mas sim uma ferramenta extraordinária para divulgação dos serviços.

O que hoje é tão simples que chega a ser ridículo (como toda grande idéia) o sistema de keywords (que não foi criada pelo Google e sim comprada de outra empresa) "ajusta" dentro de uma busca natural, empresas e serviços que fazem referência à mesma, apresentando ao usuário do site, produtos e serviços relacionados a sua busca.

Isso foi o "pulo do gato" em comunicação na web. É simples, se eu busco no Google uma referência de carro+velocidade+importado, significa que eu estou querendo realmente alguma coisa nesse sentido, então porque não oferecer para mim produtos ou serviços que "casem" com esta busca? Talvez eu quisesse um carro (concessionárias) ou aumentar a velocidade do que eu já tenho (oficinas) e até mesmo já mostrei que meu gosto é por importados (representantes ou importadoras).

Se eu sei disso tudo (sim, tudo que você digita no Google fica armazenado) porque não vender para empresas e colocar o site delas como destaque, para que seus produtos e serviços "pulem" aos nossos olhos quando tivermos o resultado da nossa busca? Pronto a idéia mais simples, revolucionária e lucrativa da web surgiu.

Além disso, o que ajudou também o Google Adwords a tornar-se essa maravilha é o formato de veiculação e seu controle de Retorno Sobre Investimento (ROI).

Como ele é baseado em keywords, e estas palavras-chaves são procuradas por uma infinidade de empresas (mesmo que não sejam concorrentes diretas), a solução foi literalmente leiloar as palavras e vendê-las conforme as pessoas que fazem as buscas "vejam" o seu anúncio.

Isso reflete em dois benefícios óbvios; você compra uma palavra por um preço variável, mas paga somente quando o visitante "ver" o seu anúncio. Isso além de atingir o seu público na hora que ele procura o seu produto, ainda gera um controle preciso de como, onde e quanto o seu dinheiro de investimento em comunicação está sendo usado, não dá para ter mais controle de ROI do que isso. Para nós de Marketing isso é a mina de ouro.

Lógico que o Adwords não é a solução, nem o último milagre da comunicação (até mesmo porque milagres em comunicação nunca existem), mas até o momento não há nenhuma ferramenta de promoção, divulgação, tão incrível quanto ele.

Tanto que vemos sites tradicionais (portais, sites de relacionamentos, etc.) veiculando seus espaços publicitários ao Adwords, onde ao invés de visualizarmos os tradicionais banners, vemos o "Link Patrocinado" do Google. Esta é a revolução que o Adwords causou; unir o que você busca, com aquilo que você não quer, mas fatalmente vai comprar.   

Um comentário:

Emilinha disse...

gostaria de falar com representante das contas para websites e adwords para adezao do nosso site na google nao ocnsigo informaçoes suficientes para tal